Twitter response:

Categoria: Novidades

Cuidados com os dentinhos
Cuidados com os dentinhos

Os cuidados na infância são imprescindíveis e a higiene bucal deve ser ensinada desde sempre. Conheçamos então algumas das regras básicas para garantir uma melhor saúde oral nos nossos pequenos:

A chupeta é apenas para bebês

As deformações dentárias que as chupetas podem causar prejudicam de forma significativa os dentinhos dos pequenos; o ideal, no caso de não conseguirmos evitar o uso de chupetas, é que elas sejam ortodônticas e que as crianças deixem de usá-las  impreterivelmente antes dos três anos de idade.

A quantidade importa

A frequência com que se come também importa.  Quanto mais comida for ingerida, maior será quantidade de bactérias a alojar-se na boca. Por isso, os lanches entre as refeições devem ser condicionados até porque cada “invasão bacteriana” pode durar até 20 minutos depois de cada refeição terminada. Ideal para todos os seres humanos é mesmo comer de 3 em 3 horas, em pequenas porções e sempre nos mesmos horários, condicionando as crianças a escovarem os dentinhos mesmo depois dos lanchinhos e principalmente a evitar balas, doces e pequenos beliscos entre essas refeições padrões.

Limite os açúcares e os hidratos de carbono

Uma alimentação balanceada necessita de açúcares e hidratos de carbono de forma regrada, pois os mesmos podem causar cáries dentárias devido aos ácidos produzidos. O ideal é que estes alimentos não sejam consumidos em lanches, mas apenas como acompanhamento nas refeições principais e claro, sempre seguidas de boa escovação.

Sim às pastilhas

Parece loucura, mas não é. As pastilhas sem açúcar são efetivamente “amigas dos dentes”, porque aumentam o fluxo de saliva, o que ajuda a limpar o excesso de comida que fica na boca depois das refeições.

Ensine os seus filhos as regras da boa higiene oral

Sabemos que os pequenos recebem muitos estímulos e que estão sempre agitados com a quantidade de novos conhecimentos nesta fase inicial da vida deles… Porém, é de suma importância que a sensibilização com a boa higiene oral comece desde cedo! É importante incentivar o hábito de escovar os dentes após cada refeição e como já descrito antes, inclusive após os lanchinhos. Também, aconselha-se utilizar fio dental pelo menos na última escovação diária. Os pais devem ser o maior exemplo a seguir para estas questões.

O dentista é amigo dos dentes e das crianças

Já se foi o tempo em que ir ao dentista significava pânico nas crianças. Hoje em dia já existem inúmeros consultórios com especialização em atendimento infantil, com dentistas habilitados e habituados a lidar com todo o tipo de crianças. Ensine aos seus filhos que ir ao dentista todos os anos é uma rotina tão normal quanto ir à escola, e explique-lhes a importância de ter um especialista para garantir que seus dentes cresçam fortes e saudáveis.

 

Ajudar e incentivar as crianças a cuidar da sua saúde, do seu corpinho e dos dentes é uma das tarefas e metas da nossa equipe da Ortopasso! Lembramos que pequenos seguros e saudáveis se tornarão adultos felizes e, nesse caso, adultos com sorrisos bonitos!  Fiquem atentos que teremos mais e mais dicas sobre este e outros assuntos imprescindíveis para seus filhos!

 

 

Os piolhos e as crianças
Os piolhos e as crianças

 

Olá papais e mamães! Nós sabemos que os vilões da história, os piolhos, podem estar em qualquer lugar, mas, é na escola que o contágio é mais eficaz. Para saber mais como evitar este parasita e quais os cuidados a serem tomados, confira esse texto que preparamos para vocês!

 

O que é um piolho?

Esse pequenino indesejável que “ataca” apenas nós seres humanos é quase imperceptível aos olhos: tem aproximadamente 3 milímetros e podemos compará-lo com o tamanho de um grão de gergelim!

Com seis perninhas apenas, conseguem se agarrar aos cabelos e, a sua cor castanha-acinzentada o ajuda a camuflar-se no meio dos fios e do couro cabeludo.

Muitas pessoas pensam que os piolhos conseguem saltar ou que possuem asas mas, na verdade, eles transitam facilmente de uma cabeça para a outra através das brincadeiras de contato direto e por objetos como roupas de cama, chapéus, gorros, cachecóis, escovas e pentes compartilhados. Mesmo que o cabelo sujo possa ser um dos motivos que contribui para a contração de piolhos, a verdade é que estes parasitas preferem o cabelo limpo. Então, tenha em mente que os piolhos não são um sinal de má higiene.

 

Como atuam?

Quando se prendem à cabeça, picam o couro cabeludo, liberando duas substâncias: uma anestesia local evitando que a criança sinta a picada e um anticoagulante, que evita a cicatrização da ferida, para que o fluxo de sangue seja contínuo. Parece história de terror, não é mesmo? Calma que ainda não acabou! Essas pestes mantêm-se nas cabeças durante um período de 20 a 30 dias e põem 6 a 8 ovos diariamente. Estes ovos, conhecidos como lêndeas, são mais visíveis devido à sua cor pérola; após uma semana, libertam larvas que já começam a se alimentar do sangue do couro cabeludo e que necessitam de apenas 9 a 12 dias para se tornarem piolhos adultos e começarem a botar ovos novamente!

Esse ciclo vicioso precisa ser detectado e tratado o mais rápido possível. O primeiro e principal sintoma de que uma criança tem piolhos é a coceira intensa na cabeça, sobretudo por detrás das orelhas e na zona da nuca.

O que fazer?

Embora possa parecer muito perigoso, não é. Um simples tratamento com shampoos e loções específicas para esta praga (disponíveis nas farmácias) é o suficiente para resolver o problema. É preciso seguir à risca as instruções dos produtos e, para ajudar a remoção é aconselhado fazer o uso de um pente específico para os piolhos e lêndeas.

De acordo com alguns blogs, o uso de óleos ajuda a facilitar a limpeza da cabeça com o pente fino. Confira clicando no link: http://mamisnamadrugada.com.br

 

Se o seu pequeno for contagiado por piolhos, é fundamental que todos da família façam o mesmo tratamento como precaução. Por último, informe a escola, familiares e amigos que a criança normalmente tem contato para que eles possam também se prevenir.

Período pós-piolhos

  • Durante o período escolar é importante inspecionar a cabeça da criança semanalmente: direcione uma luz para o couro cabeludo e penteie o cabelo com o pente fino próprio para as lêndeas.
  • Mantenha os cabelos das crianças curtos ou presos.
  • Periodicamente, desinfete os objetos pessoais da sua criança com água quente.
  • Lave os lençóis da cama e toalhas de banho mais frequentemente e a temperaturas mais elevadas.
  • Evite compartilhar objetos pessoais – chapéus, gorros, cachecóis, escovas e pentes – e ensine a criança a fazer o mesmo.
  • Se não tiver consigo os produtos adequados, experimente este tratamento caseiro: antes de passar o pente pelo cabelo da criança (sempre da raiz até às pontas), espalhe vinagre por todo o couro cabeludo – isto facilitará a remoção das lêndeas. Limpe o pente após cada passagem, mergulhando-o de novo no vinagre até terminar.

 

Fiquem atentos a mais e mais dicas exclusivas através da nossa página no Facebook e do nosso site!  Nós da Ortopasso desejamos a todos vocês uma vida saudável e feliz ao lado dos seus pequenos!

80 Atividades para se fazer com as crianças na hora do tédio (Parte 2)
80 Atividades para se fazer com as crianças na hora do tédio (Parte 2)

 

Olá papais e mamães! Voltamos com a parte 2 da nossa matéria sobre dicas para tirar os nossos pequenos do tédio! Se vocês não leram a parte 1, cliquem aqui e se divirtam!

 

Sabemos que quanto mais tédio as nossas crianças sentem, mais incomodadas elas ficam! Além disso, para garantir uma ótima criação, indicamos sempre que os pequenos estejam envoltos a atividades que possam fazê-los evoluir em diversos aspectos. Abaixo mais 40 ideias para entreter seus filhos:

 

1 – Fazer fantasias dos personagens favoritos das crianças

2 – Assar um bolo de chocolate

3 – Visitar uma exposição na cidade

4 – Andar de bicicleta pelo bairro

5 – Explicar como eram as brincadeiras antigas

6 – Visitar uma livraria

7 – Imprimir desenhos na internet para que eles possam pintar

8 – Fazer chocalhos com arroz e embalagens  velhas

9 – Visitar os primos

10 – Brincar de bolhas de sabão

11 – Tomar um banho de mangueira no quintal (sem gastar muita água né?!)

12 – Fazer uma gincana de pais e filhos

13 – Brincar de reciclar lixo, explicando materiais que podem ser reaproveitados ou reciclados

14 – Separar brinquedos para doação (e fazer cartinhas para seus novos donos!)

15 – Brincar de saci Pererê ou Boitatá

16 – Ir a uma feira de adoção de animais

17 – Fazer um book de fotos em uma praça bonita

18 – Brincadeiras na lama

19 – Brincadeiras no playground

20 – Fazer uma barraquinha de limonada

21 – Fazer uma maratona de desenhos antigos

22 – Fazer um teatro sobre sustentabilidade e cuidados com o meio ambiente

23 – Fazer uma balada na sala de casa

24 – Levar os pets para passear

25 – Fazer tambores com latas de leite vazias

26 – Fazer uma caça ao tesouro em casa

27 – Convidar os amiguinhos da escola para uma tarde de brincadeiras

28 – Tarde de games educativos

29 – Noite de jogos de cartas infantis

30 – Visitem uma fazenda

31 – Passeios no zoológico

32 – Descubram novos sabores de sucos e misturas diferentes de frutas

33 – Tarde de leitura de histórias em quadrinhos

34 – Façam sua própria horta no quintal

35 – Competição de pular corda

36 – Façam um espetáculo de circo

37 – Pinturas no rosto com tinta

38 – Concurso de redação ou desenho

39 – Customização de canecas com canetas próprias

40 – Desfile de moda dentro de casa

 

Gostaram? Ideias  não faltam, portanto não tenham medo de ousar na hora de brincar com as crianças! Uma criação saudável é uma criação feliz, com muito carinho, atenção e tempo junto!

Obrigado por acompanharem nosso site! Continuem acessando e não percam nenhuma novidade aqui e no nosso facebook! Até a próxima!

“Pai, sempre seguirei seus passos!”
“Pai, sempre seguirei seus passos!”

O dia dos pais deve ser um momento muito especial e muito comemorado! Nosso pai é o nosso maior exemplo, é um espelho de responsabilidade e amor a ser seguido!

A todos os pais que constantemente se preocupam pela segurança dos passos dos seus filhos, que se preocupam por proporcionar conforto e qualidade de vida os seus pequenos, desejamos um dia espetacular, repleto de felicidades e de muito carinho.  Que vocês possam passar momentos mágicos em família.

Feliz dia dos pais e muitos abraços de toda a nossa equipe!

 

A música na educação
A música na educação

Olá pessoal! Continuamos a nossa trilogia sobre Musicalização Infantil e, desta vez, viemos mostrar para vocês os benefícios de se educar através da música! É isso mesmo! Acompanhe aqui mais um texto exclusivo, veja como ensinar através de músicas criadas e pensadas nas crianças pode ser divertido e benéfico!

“Feliz daquele que agrega a música ao seu estilo de vida e que motiva as crianças através dela. A música é fonte de inspiração e motivação.”.  Assim começa explicando Aline, nossa especialista consultada para mais esta matéria exclusiva da Ortopasso.   Já notamos com esta introdução que a música é imprescindível para o processo educativo infantil.

A palavra educar possui inúmeros significados interessantes e muito complexos, como cultivar, formar, instruir e aperfeiçoar; é muito comum as pessoas ligarem o conceito da educação apenas a métodos e atividades aplicadas em instituições como escolas, no entanto, a educação vai muito além; a formação do intelecto de uma criança é um processo constante, resultado de qualquer interação dela com o meio em que vive. A música sendo um elemento comum e presente no nosso dia a dia, desde as famosas canções de ninar até em jingles astutos, pode e deve ser usada nesse processo de criação e de crescimento intelectual. Então, que tal aprender com a pedagoga especializada em educação especial, Aline Dias Silva Soleira, e usar algumas canções com seus filhos em casa?

“A música é uma ferramenta essencial no desenvolvimento do ser humano, principalmente nos anos iniciais. Tem a capacidade de ​ensinar de forma significativa e prazerosa. Atividades através da música ainda estimulam a fala correta, ampliam o vocabulário, ampliam os relacionamentos e rompem bloqueios dentro outros inúmeros benefícios”. Então, fica a dica: Cantemos para os nossos pequenos a qualquer momento de suas atividades diárias, como por exemplo, guardar brinquedos, comer e escovar os dentes! Seguem três canções escolhidas a dedo pela tia Aline, com um vídeo feito por um aluno, especialmente para esta matéria:

 

Música da organização:

“Está na hora de guardar, cada brinquedo no seu lugar”.

 

Música do Lanche:

“Meu lanchinho, meu lanchinho,

vou comer, vou comer,

pra ficar fortinho, pra ficar fortinho

e crescer, e crescer”

 

Que pode ser ainda completada por uma oração em forma de música:

“Papai do céu, eu agradeço, pelo lanchinho que agora eu vou comer,

toda criança bem educada, come seu lanche de boca fechada… Amém.”.


Música da escovação dos dentes:

“Meus dentinhos vou escovar,

escovar, escovar

e bem branquinhos vão ficar.

Eu vou passar a escovinha,

Sai, sai sujeirinha,

pra cima e pra baixo, sem parar

e bem branquinhos vão ficar.”

 

Música do alfabeto: 

 

Existem várias dessas músicas que ensinam letras conectando elas a imagens e palavras, como “A de Avião, B de bola…”

Uma boa pesquisa na internet pode lhe ajudar a encontrar inúmeras músicas que estimularão seus pequenos e ao mesmo tempo garantirão a diversão! Veja só esse exemplo abaixo:

 

Compartilhe conosco as suas experiências e não deixem de consultar nosso blog para ler o outro artigo da série, clicando aqui! Sempre acompanhem também o nosso facebook para ficar por dentro do próximo artigo com dicas de como fazer instrumentos musicais em casa, além de conhecer toda a nossa linha de sapatinhos, pensados acima de tudo no bem estar e no conforto dos seus filhos!

80 atividades para se fazer com as crianças na hora do tédio (Parte 1)
80 atividades para se fazer com as crianças na hora do tédio (Parte 1)

Olá papais e mamães! Não existe nada mais incômodo para as crianças do que o tédio, não é mesmo? Além disso, quanto mais tempo sem fazer nada, mais birrentas e inquietas elas ficam. Também, como já discorremos em outros posts, dar atenção total aos filhos é demonstrar amor e o quanto eles são importantes para vocês!

Por essas lindas razões, separamos 80 atividades simples, que podem ser feitas dentro de casa e que ajudam a tirar os pequenos do tédio e ainda farão com que eles se sintam valorizados e amados! Como temos inúmeras ideias legais, vamos dividir estas informações em dois textos superdivertidos. Conheçam aqui as primeiras 40 atividades:

  1. Fazer um piquenique mesmo que muito simples, no quintal.
  2. Construir uma tenda, usando cadeiras, lençóis e mantas.
  3. Fazer fantoches com meias ou sacos de papel.
  4. Pintar quadros com os dedos.
  5. Confeccionar biscoitos e decorá-los com pasta de açúcar colorida.
  6. Inventar uma festa para bonecas e bonecos, com muita música e dança.
  7. Um chá das cinco, para pais e filhos, ou de novo, para eles, os brinquedos! 😀
  8. Ler e representar histórias.
  9. Brincar de manicure e pedicure.
  10. Brincar de escolinha e professores.
  11. Fazer um livro de letras, onde cada letra tem direito a uma fotografia ou imagem recortada de uma revista.
  12. Ver álbuns de fotografias antigas.
  13. Fazer um vídeo e vê-lo no final.
  14. Montar uma cena com bonecos e representá-la em uma pintura com guache.
  15. Brincar de vestir e pentear bonecas.
  16. Brincar com carros de corrida.
  17. Jogar jogos de tabuleiro.
  18. Fazer máscaras, coroas ou até roupas de papel.
  19. Fazer cordas com lençóis e brincar de cabo de guerra.
  20. Ver um filme e comer pipocas.
  21. Fazer uma caça ao tesouro.
  22. Confeccionar bolachas com gotas de chocolate.
  23. Provar vestidos ou quaisquer fantasias que tenham em casa.
  24. Fazer moinhos de vento.
  25. Fazer peixinhos de papelão e barcos de papel.
  26. Encher uma bacia grande na cozinha e deixar as crianças brincar com seus barquinhos e seus peixes.
  27. Fazer uma corrida de obstáculos em casa.
  28. Brincar de esconde-esconde.
  29. Fazer uma guerra de “bolas de neve” usando meias brancas.
  30. Construir um forte com caixas de papelão e fita adesiva.
  31. Fazer planos e convites para uma festa.
  32. Construir um quebra-cabeças de um desenho, colando-o num cartão e recortando as peças.
  33. Fazer um lanche saudável.
  34. Preparar a decoração de Natal.
  35. Criar um cartão para o Dia dos Amigos.
  36. Construir uma estrada no corredor da casa, criando as linhas brancas com fita adesiva branca.
  37. Fazer carimbos com maçãs ou batatas: cortar ao meio e fazer carimbos com uma tinta lavável.
  38. Fazer colares e pulseiras com docinhos ou balas.
  39. Criar um concurso de talentos.
  40. Aprender uma nova música.

 

Caramba, já temos muitas ideias! Escolham suas preferidas e depois nos contem como foi a experiência nos comentários, vamos adorar saber! Semana que vem voltamos com mais outras 40 atividades para entreter os pequenos e tirá-los do tédio. Não deixem de acompanhar nosso site e redes sociais para ficarem por dentro de muitas dicas. Beijos.

 

Economia doméstica: 5 dicas para ensinar seus filhos a lidarem com dinheiro
Economia doméstica: 5 dicas para ensinar seus filhos a lidarem com dinheiro

Olá papais e mamães, como estão? Economia doméstica ainda é um assunto pouco tratado em nosso país, mas é de extrema importância que ensinemos nossos filhos a lidar com o dinheiro desde pequenos. Dessa forma eles se tornarão adultos mais responsáveis com suas finanças.

Separamos algumas dicas que irão ajudar vocês a introduzirem estas práticas em suas rotinas, vejam:

 

1 – Não cedam a todos os pedidos

É muito importante fazer com que as crianças entendam que nem tudo está ao alcance delas! Quando as levarem ao mercado, shopping ou em qualquer outro passeio, evitem satisfazer todos os pedidos dos pequenos. Expliquem que cada coisa tem seu valor e que o dinheiro deve ser gasto, na maioria das vezes, com prioridades. Ideal é fazer com que elas escolham um ou outro item e decidam por si mesmas, quais terão condições de levar.

2- Controlem o dinheiro que elas recebem

Uma boa forma de fazer com que as crianças aprendam a lidar com o dinheiro é estabelecer uma mesada e ensiná-las a usar a quantia de forma correta. Nada de ficar dando dois reais por aqui, cinco por ali ou dez acolá. Um valor fixo e mensal as ensinam a lidar com quantias sem cometer excessos.

3- Ensinem o valor do trabalho

É muito importante que os pequenos saibam que dinheiro não caí do céu e que para conquistar as coisas é necessário muito trabalho e dedicação! Uma boa dica é aproveitar o momento em que os filhos nos pedem alguma coisa para fazê-los conquistar tal pedido. Peçam ajuda com as tarefas de casa, ou dedicação total ao estudo como forma de troca, assim eles percebem que nem tudo vem fácil e dão mais valor às pequenas coisas.

4 – Apresentem as despesas aos seus filhos

Ensinem as crianças que cada coisa tem seu gasto e que para a manter a casa, pagar a escola, os passeios e as roupas é necessário administrar bem o quanto ganhamos. Deixem que eles participem dos balanços mensais, mostrem a eles quanto custa a conta de energia e os ensinem a calcular despesas. Dessa forma os pequenos aprendem a priorizar o que é necessário e já conseguem entender a administração de um lar.

5 -Dêem o exemplo

Talvez esta seja uma das lições mais importantes! Nossos filhos reproduzem aquilo que eles veem em nós. Por isso, ter pulso firme e mostrar às crianças que vocês também lidam bem com o dinheiro é a melhor forma de fazê-los aprender.

Economia doméstica pode ser um assunto meio chato, mas se quisermos que nossos filhos tenham uma vida econômica sadia e saibam lidar com o dinheiro, ensiná-los é essencial! Sigam estas dicas e boa sorte! Continuem acompanhando nosso site e não percam nenhuma novidade! Nós da Ortopasso estamos prontos para ajudar a vocês e seus pequenos!

Acompanhem sempre o nosso blog e a nossa página do facebook para mais dicas valiosas e curta muito a experiência magnífica que é cuidar e educar crianças!

Férias Divertidas: 10 atividades para se fazer com as crianças, dentro e fora de casa
Férias Divertidas: 10 atividades para se fazer com as crianças, dentro e fora de casa

Olá pessoal! Estão sem ideias para entreter as crianças nestas férias? Então calma que a gente ajuda vocês! Para não deixar o tédio se instaurar e a bagunça sair do controle, nós preparamos 10 dicas com atividades que podem ser feitas tanto dentro, quanto fora de casa, misturando desde passeios ao ar livre, até uma bela tarde de cinema em casa. Acompanhem o texto e fiquem por dentro.

 

Atividades ao ar livre

 

1 – Passeio no parque com pets.

As crianças adoram estar em companhia de seus animais e também amam o contato com a natureza, por isso, apostem em uma visita no parque da sua cidade e levem o animalzinho de estimação para entreter os pequenos. E ah, não esqueçam de levar os saquinhos para limparem a sujeira dos pets.

Se não tiverem animais de estimação, uma boa e velha bola já cumpre o objetivo de divertir nossos pequenos.

2- Gincana em família

Pais para um lado e crianças para o outro! Uma saudável competição em família é ótima para criar laços e sair da rotina. Preparem um circuito de esportes como caça a bandeira, vôlei ou corrida de sacos. O importante é preparar atividades que possam ser desenvolvidas por crianças e adultos, assim a diversão fica garantida e ninguém sai perdendo nada.

 

3- Visitem museus 

Não é só porque os pequenos estão de férias que eles precisam parar de aprender, certo? Então juntem o pessoal e bora pro museu. Escolham exposições que não deixem as crianças entediadas, assim o passeio fica mais produtivo e o enriquecimento da mente bem mais prazeroso.

Lembrando que existem muitas exposições gratuitas por aí, então não é preciso gastar muito dinheiro.

 

4- Visitem uma livraria

É hora de soltar a criançada no universo dos livros! Aproveitem este momento para ensinar lições de economia doméstica. Uma boa ideia é dar uma quantidade X de dinheiro para os pequenos e deixar que eles mesmos comprem seus livros, assim vão se sentir mais importantes, aprenderão a lidar com valores e se sentirão mais tentados em ler algo que eles mesmo compraram.

 

5 – Pintura de Paisagens

Escolham um cenário bem bonito em sua cidade, levem as crianças, os papéis, lápis e pincéis, depois deixem que a criatividade dos pequenos faça a arte acontecer. Incentive-os a desenhar aquilo que veem da forma como interpretam, esta é uma ótima atividade cognitiva que ajuda a desenvolver o senso criativo dos nossos filhos.

 

Atividades dentro de casa

 

1 – Cinema em casa

Abram o Netflix, peguem a pipoca e vale a pena até fazer um brigadeiro de panela! Juntem-se aos pequenos e assistam um daqueles filmes que faz com que toda a família se divirta. Momentos de união são ótimos para reforçar laços.

 

2 – Teatro

É hora de deixar a criatividade tomar conta! Proponha para seus filhos a criação de uma peça de teatro e deixem que eles inventem a história, as roupas, montem um cenário dentro da sala e se apresentem para toda a família. É claro, não deixem de supervisioná-los para garantir que ninguém se machuque!

  

3 – Receitas criativas 

Um bolo de arco-íris, mini hambúrgueres ou um prato de comida saudável simulando um rosto sorridente. Existem várias receitas que podemos fazer com as crianças e elas também adoram cozinhar. Proponham que elas escolham o menu do jantar ou do lanche da tarde e as ajudem a fazer uma bela refeição. Veja, clicando aqui nesse link a receitinha do bolo da foto! 😀

4- Leitura Coletiva

Lembram aqueles livros que eles compraram lá no item 4 das atividades ao ar livre? Então, agora é hora de devorar estas histórias! Proporcione um cenário livre de aparelhos eletrônicos e distrações, o importante é que as crianças tenham um contato direto com os livros e aprendam muitas coisas com eles.

 

5 – Fim de semana em família 

Escolham um dia do fim de semana para se dedicarem 100% a família! Juntem todos, peçam ou preparem um jantar delicioso, conversem, joguem vários jogos de tabuleiro, mímicas ou até incentivem que a tal peça de teatro citada acima seja apresentada neste dia. O importante mesmo é passar este momento mágico em família.

Gostaram? Então corram para colocar estas ideias em ação e garantam férias mais dinâmicas, criativas e repletas de cultura e amor para seus filhos. O importante é sempre aprender alguma coisa com tudo isso. Não deixem de acompanhar nosso site e nosso facebook, assim vocês não irão perder nenhuma novidade ou dica! Nós da Ortopasso apoiamos e incentivamos uma convivência saudável e cheia de fofurices para nossos pequenos!

 

Chegou o Tênis Roller
Chegou o Tênis Roller

Os da concorrência não chegam nem aos seus pés dele!

Olá papais e mamães! O que acham de impressionar os seus filhos e os amiguinhos deles com o melhor tênis do momento? O Tênis Roller da Ortopasso está demais! Além de deixar seus pequenos na última moda, eles poderão gastar muitas e muitas energias pois ele desliza perfeitamente como patins!

Vejam só os principais diferenciais desse tênis e garanta já o seu nas melhores loja do país!

 

2 Rodas, removíveis:

 

É isso mesmo!! O Tênis Roller da Ortopasso é o único tênis que vem com 2 rodas, uma dianteira e outra traseira, trazendo mais estabilidade e facilitando o movimento. Ambas rodinhas são facilmente removíveis, com a utilização de uma chavinha que acompanha o produto, o que permite que ele vire um tênis normal e que as rodinhas entrem em cena apenas na hora da diversão mesmo!

Demais, não é mesmo?! As crianças poderão brincar que estão andando de patins somente quando vocês quiserem e decidirem!

 

Luzes Recarregáveis:

 

Além das rodinhas, outra grande vantagem do Tênis Ortopasso Roller é que suas luzinhas são RECARREGÁVEIS, ou seja, não deixarão seus pequenos na mão! Para recarregar é muito fácil; basta só plugar um cabo na saída USB do tênis!

Querem mais? As luzinhas ainda são super coloridas e vivas!

 

 

Diversão garantida! 

 

Disponível do 28 ao 37, O Tênis Ortopasso Roller é diversão garantida para meninos e meninas que estão naquela fase mais ativa e que já estão começando a se divertir com a galerinha!

Isso mesmo! São tênis que caem bem tanto para meninas como para meninos!

Além de deslizarem muito bem e de terem as luzes recarregáveis, vêm em 4 cores estilosas e super vibrantes!

 

Querem mais? Os tênis Roller estão com precinho incrível!

Depois deste Tênis Ortopasso Roller, qualquer outro ficará no chinelo!

 

 

Presenteiem seus pequenos com o que há de melhor! Exijam sempre Ortopasso!

Para saberem mais, entrem em contato conosco e sigam sempre o nosso facebook, assim ficarão por dentro de várias novidades e textos exclusivos incríveis!

 

 

A Musicalização Infantil
A Musicalização Infantil

Muito se fala de sua importância para as crianças mas será que vocês conhecem mesmo os principais benefícios da musicalização infantil?

Por meio de atividades gostosas com sons e instrumentos,  a criança aprende sobre os elementos da linguagem e sobre os sentimentos, começa a perceber diversos elementos da vida. A maior parte das atividades podem ser feitas com bebês de 1 ano até crianças de 10 anos; após elas costumam ser direcionadas ao aprofundamento do aprendizado musical.

Confira nesse nosso texto exclusivo, as principais vantagens da musicalização infantil:

Expressão corporal

A música tem grande efeito sobre todos nós, não é mesmo? Com as crianças não é diferente. Elas escutam um ritmo e normalmente são tomadas pelo desejo de mexer o corpo. O contato com o som e a música provocam estímulos que as convidam a se expressarem por meio do corpo, seja demonstrando o que ela sente com movimentos, seja cantando ou batendo palmas.

A expressão corporal também pode ser trabalhada como terapia. A musicoterapia é muito indicada para crianças com os mais diversos tipos de patologias, como autismo, síndrome de Down, falta de atenção, depressão, e, até mesmo em casos de coma. Algumas melodias têm como objetivo trazer à tona determinadas sensações do cérebro, fazendo com que sejam expressas através do corpo.

Coordenação motora

O ritmo é importantíssimo para que a criança consiga trabalhar sua coordenação motora, que, com o tempo vai sendo aprimorada. É uma conquista que a criança alcança sozinha, com o esforço e o trabalho dela.

Muitas vezes o uso de instrumentos, mesmo que de brinquedo, ajudam a fortalecer e a incentivar sua coordenação.

Foco

O foco e a disciplina são fatores que interferem muito na vida de um adulto não é mesmo? Muitas vezes, conseguimos identificar dificuldades em prestar atenção em crianças bem novinhas e é super indicado mantê-las em contato com atividades musicais pois esta prática gera melhoras significativas nesse quesito.

Contato com outras culturas

A música é universal e pode ser expressa de diferentes formas, dependendo da cultura onde está inserida. Essa inclusão é benéfica para as crianças, pois possibilita que elas tenham contato com o folclore e costumes de outros povos.

Sabemos que é muito comum as crianças aprenderem histórias sobre outras culturas nas aulas, e a proximidade com os diferentes ritmos é um verdadeiro intercâmbio cultural; é uma forma de criar empatia por outros povos.

Criatividade

A música e a criatividade são dois fatores que se completam. Assim como a criatividade é essencial pra desenvolver melodias e letras, a música também é necessária para a formação da criança, estimulando sua criatividade e o seu desenvolvimento.

Quando estimulados desde pequenos a aprenderem melodias, composições e letras, tornam-se mais evoluídos. E esse aprendizado é uma grande conquista para eles.

Memória

Muitas crianças que tem contato com a música mostram que esse fator melhora o desenvolvimento da memória. De acordo com a neurocientista Nina Kraus, alguns elementos presentes na música como timbre, tempo e tom são importantes para que crianças desenvolvessem a memória mais rápido que outras.

Já para aprender uma música ou cantar, é necessário exercitar a memória sequencial; é preciso lembrar o som da nota, portanto, a música é realmente uma forma de trabalhar a memória.

Desenvolvimento da linguagem

Quando uma criança ouve ou canta uma música, ela armazena palavras. Mesmo quem não está alfabetizado vai adquirindo, ao longo do aprendizado, elementos úteis para a formação das frases. A dicção também é um aspecto que pode ser aprimorado através da música.


 

Viram só? Muitas são as vantagens da musicalização infantil. Não percam mais tempo! Desde já coloquem seu filho em contato com a música e com algum instrumento, nem que seja de brinquedo.

Fiquem atentos às nossas próximas postagens pois falaremos das atividades e de músicas que podem ser usadas como apoio na educação dos seus pequenos.

Gostou da nossa dica? Já vivenciam isso com seus filhos? Compartilhem conosco contando suas histórias para pelo Facebook!