Twitter response:

Mês: setembro 2017

Cuidados com os dentinhos
Cuidados com os dentinhos

Os cuidados na infância são imprescindíveis e a higiene bucal deve ser ensinada desde sempre. Conheçamos então algumas das regras básicas para garantir uma melhor saúde oral nos nossos pequenos:

A chupeta é apenas para bebês

As deformações dentárias que as chupetas podem causar prejudicam de forma significativa os dentinhos dos pequenos; o ideal, no caso de não conseguirmos evitar o uso de chupetas, é que elas sejam ortodônticas e que as crianças deixem de usá-las  impreterivelmente antes dos três anos de idade.

A quantidade importa

A frequência com que se come também importa.  Quanto mais comida for ingerida, maior será quantidade de bactérias a alojar-se na boca. Por isso, os lanches entre as refeições devem ser condicionados até porque cada “invasão bacteriana” pode durar até 20 minutos depois de cada refeição terminada. Ideal para todos os seres humanos é mesmo comer de 3 em 3 horas, em pequenas porções e sempre nos mesmos horários, condicionando as crianças a escovarem os dentinhos mesmo depois dos lanchinhos e principalmente a evitar balas, doces e pequenos beliscos entre essas refeições padrões.

Limite os açúcares e os hidratos de carbono

Uma alimentação balanceada necessita de açúcares e hidratos de carbono de forma regrada, pois os mesmos podem causar cáries dentárias devido aos ácidos produzidos. O ideal é que estes alimentos não sejam consumidos em lanches, mas apenas como acompanhamento nas refeições principais e claro, sempre seguidas de boa escovação.

Sim às pastilhas

Parece loucura, mas não é. As pastilhas sem açúcar são efetivamente “amigas dos dentes”, porque aumentam o fluxo de saliva, o que ajuda a limpar o excesso de comida que fica na boca depois das refeições.

Ensine os seus filhos as regras da boa higiene oral

Sabemos que os pequenos recebem muitos estímulos e que estão sempre agitados com a quantidade de novos conhecimentos nesta fase inicial da vida deles… Porém, é de suma importância que a sensibilização com a boa higiene oral comece desde cedo! É importante incentivar o hábito de escovar os dentes após cada refeição e como já descrito antes, inclusive após os lanchinhos. Também, aconselha-se utilizar fio dental pelo menos na última escovação diária. Os pais devem ser o maior exemplo a seguir para estas questões.

O dentista é amigo dos dentes e das crianças

Já se foi o tempo em que ir ao dentista significava pânico nas crianças. Hoje em dia já existem inúmeros consultórios com especialização em atendimento infantil, com dentistas habilitados e habituados a lidar com todo o tipo de crianças. Ensine aos seus filhos que ir ao dentista todos os anos é uma rotina tão normal quanto ir à escola, e explique-lhes a importância de ter um especialista para garantir que seus dentes cresçam fortes e saudáveis.

 

Ajudar e incentivar as crianças a cuidar da sua saúde, do seu corpinho e dos dentes é uma das tarefas e metas da nossa equipe da Ortopasso! Lembramos que pequenos seguros e saudáveis se tornarão adultos felizes e, nesse caso, adultos com sorrisos bonitos!  Fiquem atentos que teremos mais e mais dicas sobre este e outros assuntos imprescindíveis para seus filhos!

 

 

Os piolhos e as crianças
Os piolhos e as crianças

 

Olá papais e mamães! Nós sabemos que os vilões da história, os piolhos, podem estar em qualquer lugar, mas, é na escola que o contágio é mais eficaz. Para saber mais como evitar este parasita e quais os cuidados a serem tomados, confira esse texto que preparamos para vocês!

 

O que é um piolho?

Esse pequenino indesejável que “ataca” apenas nós seres humanos é quase imperceptível aos olhos: tem aproximadamente 3 milímetros e podemos compará-lo com o tamanho de um grão de gergelim!

Com seis perninhas apenas, conseguem se agarrar aos cabelos e, a sua cor castanha-acinzentada o ajuda a camuflar-se no meio dos fios e do couro cabeludo.

Muitas pessoas pensam que os piolhos conseguem saltar ou que possuem asas mas, na verdade, eles transitam facilmente de uma cabeça para a outra através das brincadeiras de contato direto e por objetos como roupas de cama, chapéus, gorros, cachecóis, escovas e pentes compartilhados. Mesmo que o cabelo sujo possa ser um dos motivos que contribui para a contração de piolhos, a verdade é que estes parasitas preferem o cabelo limpo. Então, tenha em mente que os piolhos não são um sinal de má higiene.

 

Como atuam?

Quando se prendem à cabeça, picam o couro cabeludo, liberando duas substâncias: uma anestesia local evitando que a criança sinta a picada e um anticoagulante, que evita a cicatrização da ferida, para que o fluxo de sangue seja contínuo. Parece história de terror, não é mesmo? Calma que ainda não acabou! Essas pestes mantêm-se nas cabeças durante um período de 20 a 30 dias e põem 6 a 8 ovos diariamente. Estes ovos, conhecidos como lêndeas, são mais visíveis devido à sua cor pérola; após uma semana, libertam larvas que já começam a se alimentar do sangue do couro cabeludo e que necessitam de apenas 9 a 12 dias para se tornarem piolhos adultos e começarem a botar ovos novamente!

Esse ciclo vicioso precisa ser detectado e tratado o mais rápido possível. O primeiro e principal sintoma de que uma criança tem piolhos é a coceira intensa na cabeça, sobretudo por detrás das orelhas e na zona da nuca.

O que fazer?

Embora possa parecer muito perigoso, não é. Um simples tratamento com shampoos e loções específicas para esta praga (disponíveis nas farmácias) é o suficiente para resolver o problema. É preciso seguir à risca as instruções dos produtos e, para ajudar a remoção é aconselhado fazer o uso de um pente específico para os piolhos e lêndeas.

De acordo com alguns blogs, o uso de óleos ajuda a facilitar a limpeza da cabeça com o pente fino. Confira clicando no link: http://mamisnamadrugada.com.br

 

Se o seu pequeno for contagiado por piolhos, é fundamental que todos da família façam o mesmo tratamento como precaução. Por último, informe a escola, familiares e amigos que a criança normalmente tem contato para que eles possam também se prevenir.

Período pós-piolhos

  • Durante o período escolar é importante inspecionar a cabeça da criança semanalmente: direcione uma luz para o couro cabeludo e penteie o cabelo com o pente fino próprio para as lêndeas.
  • Mantenha os cabelos das crianças curtos ou presos.
  • Periodicamente, desinfete os objetos pessoais da sua criança com água quente.
  • Lave os lençóis da cama e toalhas de banho mais frequentemente e a temperaturas mais elevadas.
  • Evite compartilhar objetos pessoais – chapéus, gorros, cachecóis, escovas e pentes – e ensine a criança a fazer o mesmo.
  • Se não tiver consigo os produtos adequados, experimente este tratamento caseiro: antes de passar o pente pelo cabelo da criança (sempre da raiz até às pontas), espalhe vinagre por todo o couro cabeludo – isto facilitará a remoção das lêndeas. Limpe o pente após cada passagem, mergulhando-o de novo no vinagre até terminar.

 

Fiquem atentos a mais e mais dicas exclusivas através da nossa página no Facebook e do nosso site!  Nós da Ortopasso desejamos a todos vocês uma vida saudável e feliz ao lado dos seus pequenos!